EITA!


Tenho falado muito sobre o tempo, esse danado.

Não que eu nunca falasse dele. Na verdade, é meu assunto favorito. Porque o tempo é muito brincalhão. Acima de qualquer pessoa e qualquer coisa, é ele quem sempre nos contradiz. É ele quem nos mostra, através de uma foto antiga ou de uma carta escondida no fundo da gaveta, que eramos pessoas que hoje detestamos. Ele ri. Ri de gargalhar, quando fazemos cara de “nojinho” para alguém que acreditávamos que era especial. Pra nos mostrar que as pessoas mudam e muitas vezes, não pra melhor. Inclusive a gente. Ele joga na cara, assim, do nada. Pra gente ficar esperto. Segura esse forninho, vai, porque ele não é o primeiro e nem o último.

Nenhum comentário: