patenteando


Deixando bem claro, eu gosto de pontes. Na verdade adoro pontes. Entre outras coisas, elas ligam os lugares. Ligam as pessoas. Te deixam em cima do mar, e seguro em terra firme. Ao mesmo tempo. Não é doido isso? Mas pontes definem o conceito, que define a vida pra mim. Conceito esse por mim mesma criado. E que digo agora sem máscaras.  As pontes não são um lugar. Ninguém está indo para ela.  Estamos sempre passando. E como eu já disse, vida é isso. O caminho é o destino.  E o destino é o caminho.

Nenhum comentário: