Os prêmios e o Oscar

Qualquer cinéfilo que se preze tem que falar do Oscar depois que ele acontece. Mesmo que o cinéfilo em questão não atualize o blog a meses. Mesmo que ele(a) não ligue tanto para o Oscar.
Eu sou o primeiro caso. Mas quanto a ligar para o Oscar, eu ligo. Eu ligo para todos os prêmios. Pra mim eles são como aquelas estrelinhas douradas que os professores dão para os bons alunos no jardim de infância. Não faz a sua nota aumentar, não te passa de ano, mas muda a maneira com que as pessoas te vêem. E muda principalmente a maneira com que você se vê.
Mesmo quando o ator, diretor ou cineasta em geral diz que não liga, ele liga. Afinal é a opinião que várias pessoas, entendidas do assunto, tem sobre você. Eu e todo mundo sabemos que em prêmios rola muito jogo de interesse, dinheiro e tudo mais... Só que nunca vi alguém que realmente atuou mal em um filme concorrer. Então, já é alguma coisa.


Sobre o Oscar desse ano, acho que tudo sobre ele já foi dito por ai. Só algumas pessoas indignadas é que me
incomodam. A não ser que a pessoa tenha ficado congelada nos últimos três anos a não soubesse nada sobre o “novo Oscar”, não tem motivo para indignação. Tudo foi absolutamente esperado.
Mas não significa que eu tenha gostado, claro. Eu gostei dos prêmios técnicos dados para “A origem” e os prêmios para os atores também foram bem justos, mas definitivamente eu prefiro o antigo Oscar. Já temos prêmios demais para filmes cabeços, independentes e esse tipo de coisa. Eu gosto desses filmes, mas eu acho que o Oscar é o prêmio da super-produção por excelência.
E devia continuar sendo. Ben-Hur , Senhor dos Anéis e companhia não foram muito premiados atoa. São filmes que marcaram, e não que passaram a marcar depois de ganhar o prêmio da Academia. Se o Oscar virar Cannes, não vai ter porque existir.


P.s: Esse vídeo foi uma das melhores coisas do Oscar
http://www.youtube.com/watch?v=I-_InM3gxWQ

Nenhum comentário: