Tipos que você pode ( infelizmente) encontrar no carnaval




Inspirada pelo carnaval e me lembrando de algumas festas que já fui, resolvi fazer esse post. Só quem é mulher sabe que é horrível querer curtir uma festa e vir um cara chato “dando ideia” e que não tem “disconfiomêtro”. Mas eles podem ser de diversas maneiras, e aqui vão os tipos mais comuns.

O Amigo: Esse tipo vem conversando e dizendo que não quer ficar, só te conhecer. Você diz que não quer, e ele diz que não tem nada de mais, só quer bater um papo e tal... Ai ele faz perguntas genéricas sobre você, e responde as perguntas que fez, mesmo sem você ao menos perguntar “e você?” e dá respostas que para ele parecem engraçadas, porque ele fica rindo, mas não tem graça. No final é claro, ele vai te pedir um beijo. E você vai negar e ele vai insistir... Esse é um ciclo que não tem fim.
Dicas para lidar com ele: Foi muito difícil para mim lidar com esse tipo. Porque eu sou naturalmente sociável. Fico lá conversando, e quando menos percebo, ele vem com a cantada. Mas a dica é a seguinte: Se você não quer, seja grossa. Isso mesmo. Você nunca mais vai vê-lo mesmo, então imite a garota mais irritante que você conhece que pode dar certo. Se não ser, fingir que não está ouvindo também é uma boa.

O galã: O galã é interessante porque ele tenta te convencer que não é ele que quer, e sim você. Ele vai dizer que viu que você estava olhando, e mesmo que você negue, ele não vai dar para trás no argumento. E logo depois, vai falar que o beijo dele é o melhor que você já provou, e que você não vai se arrepender... bla bla bla.
Dica: Logo de cara, fale que ele não é seu tipo. E descreva logo um tipo. De preferência um tipo que não vai ter como ele se encaixar. Como o “galã” é quase sempre um desses caras de academia, o melhor é dizer : “ Ah, não porque eu gosto de caras mais magrinhos sabe? Tipo mais na deles, inteligentes. Não fico com ninguém em rock.” Se não funcionar, de um perdido. Suma da frente dele.

O abusado: Esse cara chega encostando-se em você, passando a mão no seu cabelo e falando como se te conhecesse. Ele é bem parecido com o galã no sentido de “se achar”. E o pior do abusado é que ele sempre anda em bando, e por isso se sente seguro para tentar agarrar uma garota. E geralmente se você demorar a dizer sim, os outros vão começar com um sonoro e irritante “beija, beija!”.
Diga: Passe longe. Quando você perceber que tem um grupinho fazendo isso com outras meninas, passe bem longe. Mas se você não ver, a solução é também andar em bando e ir andando sem dar atenção a eles.

O bêbado: Ele é todos os tipos juntos. Fica falando coisas sem sentido, diz que é muito bom em tudo, fala que está apaixonado, fica encostando em você... E nunca, nunca se cansa.
Dica: Chame os seguranças.


Agora a minha dica vai para os meninos: Gente, vamos ser realistas. Se a menina quiser ficar com você, ela vai dar pistas. E dizer que tem namorado, não quer ficar com ninguém, tem que ir embora ou qualquer coisa semelhante não é uma delas. Tá legal que você pode ganhar pela insistência, mas com certeza não vai ser a melhor lembrança da vida dela. E pode ter certeza que se ela te vir em outro rock, vai queimar seu filme para as amigas e para quem mais quiser ouvir. Os rocks seriam tão mais legais se todo mundo tivesse a cabeça no lugar. E eu fico sonhando com esse dia.

Nenhum comentário: